MENU

02/08/2021 às 09h58min - Atualizada em 02/08/2021 às 16h52min

Paraná tem queda de 45% nas internações e começa a fechar leitos para Covid-19

Estado converteu 915 leitos exclusivos para a doença em vagas para atendimento eletivo e de urgências, entre 1º de julho e 1º de agosto. Sesa diz que população deve manter os cuidados.

G1 - Norte, Nordeste PR
https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2021/08/02/parana-tem-queda-de-45percent-nas-internacoes-e-comeca-a-fechar-leitos-para-covid-19.ghtml

Estado converteu 915 leitos exclusivos para a doença em vagas para atendimento eletivo e de urgências, entre 1º de julho e 1º de agosto. Sesa diz que população deve manter os cuidados. Leitos reservados para coronavírus em hospital do Paraná
Ari Dias/AEN
O número de pessoas internadas com suspeita ou diagnóstico de Covid-19, no Paraná, caiu 45% em um mês, segundo um levantamento feito pelo G1 com base nos dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). No domingo (1º), 2.505 pessoas estavam internadas por causa da doença.
No dia 1º de julho, o total de hospitalizações relacionadas ao novo coronavírus era de 4.546, sendo 2.177 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 2.369 em leitos clínicos.
Já no balanço do primeiro dia de agosto, a secretaria aponta 1.329 pacientes na UTI e 1.176 na enfermaria. Os dados levam em conta os leitos da rede pública e privada de saúde.
Apesar dos números positivos, a secretaria diz que a população precisa manter os cuidados, como o uso de máscara e distanciamento.
CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias
ACOMPANHE: Média móvel de mortes e casos no estado
VACINAÇÃO NO PARANÁ: Veja perguntas e respostas
MAPA: Veja onde se vacinar em Curitiba, no app Você na RPC
Nos últimos 30 dias, o estado fechou 915 leitos para tratamento da doença na rede pública, sendo 179 de UTI. Essas vagas foram redirecionadas para pacientes que precisam de outros atendimentos hospitalares, segundo a Sesa.
O diretor de Gestão em Saúde da Sesa, Vinícius Filipak, diz que a redução é resultado da vacinação. Apesar disso, o número de internados ainda é semelhante aos dados de fevereiro, quando o estado aplicou medidas mais restritivas.
Veja a seguir o avanço das hospitalizações, por mês, no Paraná.
Em relação às vagas exclusivas para a Covid-19 no Sistema Único de Saúde (SUS), a taxa de ocupação das UTIs para tratamento de adultos passou de 92%, no começo de julho, para 57%, em agosto.
A taxa de 57% é igual a de 1º de novembro de 2020. No entanto, à época, o estado tinha praticamente metade das vagas e pacientes internados do que o registrado atualmente. Acompanhe no gráfico abaixo.
Dados de hospitalizações no primeiro dia de cada mês
Wesley Bischoff/G1
Recuperação
O técnico em manutenção Adriano Nunes Moraes é um dos pacientes que recebeu alta hospitalar em julho. Ele conta que precisou ser internado menos de uma semana depois do diagnóstico por Covid-19.
"Eu tinha nada de febre, de tosse, de dor de cabeça. No sábado, minha saturação caiu para baixo de 89%. Procurei um médico e ele pediu uma tomografia do pulmão, mas eu não sentia nada. Quando chegou o resultado, a médica falou que ia ter que internar, porque o pulmão estava mais de 50% afetado. Aquilo para mim foi um choque, bateu desespero", afirma.
Adriano ficou 12 dias internado em um hospital de Maringá, na região norte do Paraná. Apesar do quadro ter se agravado rapidamente e de ter usado oxigênio para auxiliar na respiração, ele não precisou de terapia intensiva.
Adriano com a família após receber alta do hospital
Arquivo pessoal
Aos 39 anos, o técnico em manutenção disse que não imaginava que teria a doença. Além disso, segundo ele, outros pacientes que estiveram na mesma ala do hospital recebiam alta rapidamente, pois tinham se vacinado.
"Você acha que nunca vai acontecer com você, eu me sentia um super-homem. Achava que se chegasse para mim seria uma gripezinha. Fiquei com duas pessoas no hospital e vi a diferença da vacina. Elas entravam, ficavam um pouquinho mal, tomavam um remedinho e iam embora. Já eu ficava ali."
Paciente diagnóstico e internação por Covid-19, no Paraná
Vacinação e cuidados
De acordo com o diretor de Gestão em Saúde da Sesa, Vinícius Filipak, a vacinação é responsável pela diminuição dos internamentos por Covid-19, no Paraná.
Segundo o diretor, os pacientes vacinados que se contaminam com o coronavírus estão tendo quadros leves da doença. Quando precisam de atendimento hospitalar, os imunizados também ficam menos tempo internados.
Apesar do momento favorável da pandemia, com números em queda, Filipak orienta para que as pessoas mantenham os cuidados para evitar o contágio.
"A Covid não acabou. Ela vai continuar na nossa comunidade durante muito tempo, ainda. Não temos poucos pacientes internados. Temos uma redução diária, mas é obrigatório que continuemos utilizando as medidas de proteção", afirmou.
O diretor disse ainda que o Paraná começou a fazer o direcionamento de leitos de Covid-19 para a rede regular do SUS ainda em julho. A expectativa é que o processo continue até o fim do ano.
"Esse é o momento em que, atingidas as condições de segurança e de que haja uma reserva estratégica, nós podemos começar a converter os leitos que estavam dedicados para Covid para atendimento regular das urgências e eletivo."
Filipak disse que o estado manterá a reserva para a reativação de leitos caso haja uma nova onda de contaminação, que resulte no aumento da demanda hospitalar.
Paraná começa a fechar leitos para Covid-19
Coronavírus no Paraná
O Paraná tem 1.374.610 casos e 35.069 mortes provocadas pela Covid-19, segundo a Secretaria de Estado da Saúde. No domingo, o estado somou 2.223 diagnósticos e 25 óbitos.
Até agora, 2% dos pacientes que testaram positivo para o novo coronavírus morreram. Por outro lado, 75% das pessoas se recuperaram. As demais estão isoladas ou em tratamento.
Boa Esperança do Iguaçu, na região sudoeste, é a única cidade do estado sem registro de morte por Covid-19. Todas as 399 cidades do Paraná têm casos confirmados.
VÍDEOS: mais assistidos do G1 PR
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Fonte: https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2021/08/02/parana-tem-queda-de-45percent-nas-internacoes-e-comeca-a-fechar-leitos-para-covid-19.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp