MENU

12/08/2021 às 22h38min - Atualizada em 13/08/2021 às 00h00min

Polícia indicia homem que aterrou área de ressaca e gerou riscos para 12 casas em Macapá

Famílias tiveram que sair do local onde moravam porque residências poderiam desabar. Uma delas chegou a cair. Indiciado não tinha licença ambiental, diz delegacia.

G1
https://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2021/08/12/policia-indicia-homem-que-aterrou-area-de-ressaca-e-gerou-riscos-para-12-casas-em-macapa.ghtml

Famílias tiveram que sair do local onde moravam porque residências poderiam desabar. Uma delas chegou a cair. Indiciado não tinha licença ambiental, diz delegacia. Delegacia de Meio Ambiente indicia uma pessoa por aterro em área de ressaca de Macapá
Sem licença ambiental, um morador aterrou uma área de ressaca em Macapá, causou um acidente e afetou 12 residências. Em razão disso, 9 famílias saíram dos locais onde moravam porque as casas poderiam desabar. Uma delas acabou se destruindo após a intervenção. O homem foi indiciado por crimes ambientais.
O caso aconteceu em 2020 no bairro Pacoval, na Zona Norte da cidade. Conforme, a Polícia Civil do Amapá, o suspeito deve responder pelos crimes de intervenção sem licença do órgão competente e provocar poluição que gerou remoção de habitantes.
Lívia Pontes, delegada titular da Dema
Jorge Júnior/Rede Amazônica
Segundo a delegada Lívia Pontes, titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), o problema começou em novembro, quando o muro do terreno do homem cedeu e o aterro invadiu residências da área de ressaca.
"Foi verificado que uma pessoa tinha iniciado uma obra em um terreno localizado na Avenida Pedro Américo que dá de fundos com a Avenida Maranhão, sem nenhum tipo de licença ambiental. Em razão das intervenções que ele fez, o muro do terreno dele cedeu e o aterro que ela estava depositando carreou e invadiu várias residências de moradores da área de ressaca da Avenida Maranhão", relatou.
Terreno com aterro de homem indiciado pela Polícia Civil
Reprodução
Em depoimento, o investigado confessou que realizou a obra sem licença ambiental e disse que tinha solicitado autorização na Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semam), mas não apresentou o comprovante do pedido. E esse não foi o primeiro indiciamento do homem.
"Ele já tinha sido indiciado antes por estar fazendo outra intervenção sem licença ambiental. Já tinha sido conduzido para o Ciosp [Centro Integrado de Operações em Segurança Pública] do Pacoval, já tinha tido que responder perante o Juizado Criminal Especial, mas ele não aprendeu, retomou a intervenção e aí aconteceu o acidente", contou a delegada.
Casa afetada por queda de aterro de terreno de homem indiciado
Reprodução
A Rede Amazônica não conseguiu localizar o homem indiciado.
O inquérito foi concluído no dia 30 de julho e enviado ao Ministério Público do Amapá (MP-AP) que decidirá se oferta ou não a denúncia à Justiça.
Caso condenado, o homem poderá ter uma pena de 1 a 6 meses de reclusão pela intervenção sem licença ambiental, e de 1 a 5 anos de prisão pelo crime de provocar poluição que causou retirada dos moradores do local por risco de desabamento.
Ciosp do bairro Pacoval
Victor Vidigal/G1
Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá
ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:

Fonte: https://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2021/08/12/policia-indicia-homem-que-aterrou-area-de-ressaca-e-gerou-riscos-para-12-casas-em-macapa.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp