MENU

28/08/2021 às 18h34min - Atualizada em 29/08/2021 às 00h00min

Drive-thru da 2ª dose para faltosos nas ações de vacinação em massa em Botucatu tem baixa procura

Apenas 155 das 3 mil pessoas que eram esperadas compareceram no Largo da Catedral para completar a imunização com a vacina Oxford/AstraZeneca no estudo de efetividade. Unidades de saúde vão aplicar a vacina a partir de segunda-feira.

G1 - Bauru, Marília (SP)
https://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2021/08/28/drive-thru-da-2a-dose-para-faltosos-nas-acoes-de-vacinacao-em-massa-em-botucatu-tem-baixa-procura.ghtml

Apenas 155 das 3 mil pessoas que eram esperadas compareceram no Largo da Catedral para completar a imunização com a vacina Oxford/AstraZeneca no estudo de efetividade. Unidades de saúde vão aplicar a vacina a partir de segunda-feira. Drive para os faltosos da vacinação em massa foi realizado neste sábado em Botucatu
TV TEM/ Reprodução
Este sábado (28) foi dia dos moradores de Botucatu que ainda não receberam a segunda dose da Oxford/AstraZeneca completarem a imunização. Mas, das três mil pessoas aguardadas pela prefeitura, apenas 155 compareceram ao Largo da Catedral, onde foi realizado um drive-thru.
As equipes de saúde estavam prontas desde cedo para atender esse público que não compareceu nas duas ações de vacinação em massa realizadas nos dias 8 e 14 de agosto. A cidade participa de um estudo de efetividade da vacina que realiza a vacinação em massa da população adulta de 18 a 60 anos.
Cerca de 3 mil pessoas estão com a segunda dose atrasada, por isso, as equipes de saúde enviaram mensagens para cada uma delas pra lembrar que passou da hora de completar o ciclo de imunização.
Apesar da convocação, o comparecimento foi baixo, mas segundo a chefe de divisão da Rede Básica de Saúde de Botucatu, Ana Lúcia Forti Luque a vacinação vai continuar nos postos de saúde até atingirem o maior número de pessoas possível.
A partir desta segunda-feira (30) quem não recebeu a segunda dose no estudo de efetividade pode procurar uma das unidades de saúde do município, das 8 às 17h.
Apenas 155 das 3 mil pessoas esperadas na ação compareceram em Botucatu para receber a 2ª dose da vacina
TV TEM / Reprodução
Visita do Ministro
Nesta sexta-feira (27), o ministro Marcos Pontes, do Ministério da Ciência, Tecnologia e inovação esteve na cidade para entregar as medalhas e certificados de participação para estudantes que estiveram em Olimpíadas Científicas em 2020, e aproveitou a visita para conhecer o estudo de efetividade desenvolvido pela Unesp em parceria com a prefeitura e o Ministério da Saúde.
Ministro Marcos Pontes visita Botucatu e confere estudo de efetividade da AstraZeneca
Recursos de R$ 10 milhões da pesquisa são liberados por meio de convênio com o Centro Nacional de Desenvolvimento Científico Tecnológico, o CNPQ, subordinado ao ministério comandado por Marcos Pontes.
Em 2020, o valor investido em ciência no país foi de R$ 17 bilhões, o menor desde 2009, segundo uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).
"Desde 2013 esse orçamento vem em declínio e estamos com o orçamento mais baixo dessa série histórica, mas conversando com o Paulo Guedes, ele me garantiu que para o ano que vem com o maior espaço fiscal, esse orçamento vai melhorar e bastante", afirma o ministro.
LEIA TAMBÉM
Botucatu tem nova queda na média de casos positivos da Covid após aplicação da 2ª dose da vacina
Botucatu registra queda de 84,5% nas internações após vacinação em massa
Imunização da população adulta reduz risco de colapso hospitalar
Registros de novos casos de coronavírus em Botucatu começam a cair na 2ª quinzena de junho
Além desta imunização organizada no sábado, os postos de saúde da cidade também continuam vacinando a população contra a Covid das 8h às 17h durante a semana.
Ações em massa
A primeira ação para aplicação da 2ª dose da vacinação em massa da população adulta de Botucatu foi feita no dia 8 de agosto quando as 61.731 pessoas que haviam recebido a primeira dose no dia 16 de maio completaram o ciclo de imunização.
Já na segunda etapa organizada no dia 14 de agosto para o público que recebeu a primeira dose no dia 22 de maio somente 4.284 moradores da cidade compareceram para tomar a segunda dose. Quando eram esperadas pela prefeitura, 7 mil pessoas incluindo os faltosos da primeira ação do dia 8.
Até este sábado (28), segundo dados do Vacinômetro, dos cerca de 148,1 mil habitantes de Botucatu, 111.113 receberam a 2ª dose, o que equivale a 74,53% moradores completamente imunizados.
Estudo da AstraZeneca
Botucatu (SP) realizou vacinação em massa dos moradores da cidade com a Oxford/AstraZeneca
Gabriela Prado/TV TEM
A vacinação em massa em Botucatu faz parte do projeto de estudo da vacina produzida pelo laboratório AstraZeneca, Universidade de Oxford e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), elaborado pela parceria entre a prefeitura, Ministério da Saúde, Governo Federal, Unesp, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, e Fundação Gates.
Desde o dia 16 de maio, que foi chamado de "Dia D" da vacinação em massa, quando mais de 66 mil pessoas foram vacinadas em uma estrutura igual à usada nas eleições, a cidade vem realizando ações para imunizar toda a população adulta, entre 18 e 60 anos, como parte do estudo, exceto as grávidas, que só podem receber doses da CoronaVac ou da Pfizer.
No dia 22, uma nova vacinação em massa foi realizada. Mais de oito mil pessoas se cadastraram para receber o imunizante e pouco mais de cinco mil doses foram aplicadas. Também foram feitas vacinações para estudantes da Unesp e de moradores da zona rural.
No dia 11 de junho, terminou a última etapa para vacinação das pessoas que não foram imunizadas nessas ações. Uma triagem foi feita durante toda a semana, do dia 7 ao dia 11, de pessoas que se cadastraram no site da prefeitura e receberam as orientações via SMS para uma nova avaliação de documentos para poder receber a dose da vacina.
Todo o processo de cadastro e vacinação em Botucatu tem o acompanhamento e auditoria realizados pelas Forças de Segurança do Município (Guarda Civil Municipal, Polícia Civil e Polícia Militar), OAB Botucatu, Justiça Eleitoral, Ministério Público e Tribunal de Justiça de São Paulo.
Vacinação em massa em Botucatu contra a Covid-19
Reprodução/TV TEM
Sequenciamento genético
Após receber a vacina, o morador de Botucatu deve assinar um termo para autorizar, em caso positivo de Covid-19 depois da aplicação, os procedimentos para fazer o sequenciamento genético do vírus.
Entenda como será o sequenciamento genético das variantes do coronavírus
Essa análise do material genético de testes positivos é a principal ferramenta do estudo de efetividade. É com o sequenciamento genético que os cientistas vão descobrir se a vacina consegue reduzir tanto os casos graves da doença quanto a transmissão das variantes.
Para autorizar, é simples e seguro: basta assinar um documento. Esse tipo de termo é comum em pesquisas e foi aprovado pelo Conselho Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), órgão que monitora e fiscaliza a aplicação de políticas públicas do SUS. O termo garante sigilo dos dados, que só vão ser registrados pelos cientistas.
Botucatu reforça importância de assinar termo de consentimento para participar de estudo
VÍDEOS: assista às reportagens da região
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília

Fonte: https://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2021/08/28/drive-thru-da-2a-dose-para-faltosos-nas-acoes-de-vacinacao-em-massa-em-botucatu-tem-baixa-procura.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp