MENU

30/08/2021 às 13h58min - Atualizada em 30/08/2021 às 13h58min

Dia Nacional e Municipal de Conscientização sobre a Esclerose Múltipla

Augusto de Mello Tiburcio - Portador de Esclerose Múltipla desde 2017
A Lei nº 3.777/2020, que institui o dia 30 de Agosto o dia Municipal da conscientização sobre a Esclerose Múltipla, seguindo o dia Nacional, tem como objetivo maior garantir aos portadores mais direitos dentro da municipalidade, direitos como: atendimento preferencial e vaga em estacionamento preferencial. 

Garante também que no mês de agosto possa ser feito um trabalho de conscientização, sendo: palestras, debates, aulas e seminários que contribuam para a conscientização e divulgação de informações acerca da doença.

Um pouco sobre a Esclerose Múltipla

A Esclerose Múltipla (E.M.) é uma doença crônica autoimune não contagiosa do sistema nervoso central (SNC), que afeta a bainha de mielina, capa de gordura que reveste o neurônio, mais especificamente o axônio. 

Muito pelo contrário do que se pensa, sua maior incidência está em pessoas jovens, na faixa etária entre 20 e 40 anos podendo deixar sequelas para uma vida toda, fazendo com que a pessoa adquira uma deficiência física que não tenha nascido junto com ela.

Seu Diagnóstico é feito pelo neurologista através de uma série de exames, após a pessoa apresentar um surto (crise), sendo o mais importante a ressonância magnética, onde se constatam as lesões nos neurônios.

Não existe prevenção para a EM, no entanto, o diagnóstico precoce, juntamente ao tratamento adequado e atividade física, faz com que o paciente portador leve sua vida normalmente, dentro das suas possibilidades e limitações.


Assim sendo, a EM se manifesta sob três formas distintas:

01) Esclerose Múltipla Remitente-Recorrente: Sendo a mais comum forma da doença, cerca de 85% dos casos, é caracterizada por Surto-remissão, ou seja, os sintomas acontecem refletindo em alguma parte do corpo por um período de tempo, que pode levar dias ou meses, e voltam ao normal, deixando ou não sequelas nos portadores. Os surtos podem ficar anos sem acontecer, período chamado de remissão.

02) Esclerose Múltipla Primária-Progressiva: Uma forma mais evoluída, onde os surtos acontecem com pouco ou sem remissão, fazendo com que os portadores venham perdendo suas capacidades ao longo dos anos a partir do aparecimento da doença.

03) Esclerose Múltipla Secundária-Progressiva: Forma que faz os pacientes evoluírem de forma remitente-recorrente e irem piorando lenta e progressivamente.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp