MENU

06/09/2021 às 23h26min - Atualizada em 07/09/2021 às 00h50min

Instituto Butantan começa a aplicar doses de reforço da CoronaVac em Serrana (SP)

Na cidade de Serrana, 95% dos adultos receberam duas doses da CoronaVac entre fevereiro e abril para avaliação do impacto da vacinação em massa.

G1
https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2021/09/06/instituto-butantan-comeca-a-aplicar-doses-de-reforco-da-coronavac-em-serrana-sp.ghtml
Na cidade de Serrana, 95% dos adultos receberam duas doses da CoronaVac entre fevereiro e abril para avaliação do impacto da vacinação em massa. Serrana (SP) começa reforço da CoronaVac
O Instituto Butantan começou nesta segunda-feira (6) a aplicar doses de reforço da CoronaVac na população de uma cidade do interior de São Paulo.
Na cidade de Serrana, 95% dos adultos receberam duas doses da CoronaVac entre fevereiro e abril para avaliar o impacto da vacinação em massa. O estudo concluiu que a vacinação reduziu as mortes por Covid em 95%; as internações, em 86%; e as contaminações, em 80%.
Nesta segunda começou a ser aplicada a dose de reforço na população acima de 60 anos. Agora vão receber a dose de reforço, inclusive, as pessoas que terminaram a vacinação há menos de seis meses.
A Secretaria Municipal de Saúde de serrana disse que usar um intervalo mínimo de três meses foi uma decisão em conjunto com o Instituto Butantan.
Em todo o estado de São Paulo, nesta segunda começou a ser aplicada a dose de reforço para quem tem 90 anos ou mais e pessoas imunossuprimidas, como as que fizeram algum tipo de transplante. Na capital, também começaram a ser vacinados adolescentes com mais de 12 anos.
Em São Paulo, o Centro de Vigilância epidemiológica orientou os municípios para que usem todos os tipos de vacinas disponíveis para a dose de reforço. A escolha do imunizante depende apenas da quantidade liberada pelo Ministério da Saúde. Nesta segunda, os idosos receberam a CoronaVac.
Uma nota técnica do Ministério da Saúde, no fim do mês passado, diz que a dose de reforço deverá ser dada preferencialmente com vacinas da Pfizer, ou de maneira alternativa, a vacina da AstraZeneca ou da Janssen, mas não cita a CoronaVac.
Questionado pelo Jornal Nacional nesta segunda, o ministério informou que recomendou o uso da vacina da Pfizer para doses de reforço porque "considerou a disponibilidade de imunizantes que o governo federal tem no momento para distribuição no país" e acrescentou que "atuais evidências demonstram que a aplicação de vacina de tecnologia diferente confere aumento de anticorpos na população-alvo".
Ainda segundo o ministério, "a CoronaVac é considerada nos estudos de doses de reforço e continuará fazendo parte da campanha de imunização".
Para dona Rita, de 93 anos, o mais importante é se vacinar e ficar mais protegida.
“Eu tomo todas as vacinas que é de direito”, diz Rita de Cássia.
Repórter: Vai para casa mais feliz?
Dona Rita: Eu sou feliz de qualquer jeito, viu?

Fonte: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2021/09/06/instituto-butantan-comeca-a-aplicar-doses-de-reforco-da-coronavac-em-serrana-sp.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp