MENU

10/06/2021 às 18h27min - Atualizada em 10/06/2021 às 18h26min

Os perigos dos agrotóxicos nos alimentos

Os consumidores têm direito à toda informação sobre os alimentos que consumem.
O Código de Defesa dos Consumidores garante a informação adequada e clara sobre as características e a composição dos produtos.
E os agrotóxicos que fazem parte dos alimentos são informados aos consumidores conforme a lei?
Nas frutas, verduras e legumes que comemos não são devidamente informados, apesar da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, ter o dever de fiscalizar esse comércio.
O Instituto Brasileiro de Defesa dos Consumidores - Idec realizou uma pesquisa inédita, em alimentos ultraprocessados.
A avaliação é impressionante.
Foram coletadas quatro marcas de bolachas ou biscoitos de água e sal, quatro marcas de biscoitos recheados, quatro marcas de bisnaguinhas, refrigerantes, néctares, bebidas de soja, cereais e salgadinhos, em um pacote de 27 produtos.
Desse total: 59,3% continham pelo menos um tipo de agrotóxico; 51.8% apresentavam resíduos de glifosato ou glufosinato, dentre quatorze substâncias.
Constataram a presença de resíduos: na bebida de soja Naturis Batavo; no cereal matinal Nesfit tradicional, nos salgadinhos Baconzitos clássicos feitos de trigo e Torcida sabor queijo; nas bisnaguinhas Pullman Bisnaguito, Wickbold Turma da Nutrição, Panco e Seven Boys; nos biscoitos de água e sal Marilan, Vitarella, Triunfo, Zabet; em bolachas recheadas Bono, Negresco, Oreo e Trakinas.
              O que a Anvisa fará a respeito disso?
              Por fim, a União Europeia e boa parte do mundo civilizado proibiu centenas de agrotóxicos que, no Brasil, são liberados, em tempo recorde.
Link
Cláudio Henrique de Castro

Cláudio Henrique de Castro

Cláudio Henrique de Castro, advogado e Professor de Direito.

Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp