MENU

28/07/2021 às 13h44min - Atualizada em 28/07/2021 às 13h44min

Brasil, o país do futuro

Padre Vieira iniciou a escrita do livro História do Futuro em 1649, a obra somente foi publicada em 1718, em Lisboa.
              Sobre o Brasil e outras colônias escreveu que estavam perdidos pela desatenção dos ministros ou pela intenção, que será pior, dos políticos.
              O escritor nos fala da curiosidade humana e do apetite em conhecer o futuro.
              Como prever o futuro?
Como ter a certeza do sucesso?
              A resposta é relativamente simples: - imitar e fazer o que os estados superdesenvolvidos estão fazendo.
              Aceitar que a fórmula “investir na educação”, sempre dá resultado.
Abandonar as devastadoras políticas neoliberais e a desnacionalização da economia e do território.
Garantir a formação sólida com a educação universalizada, pública e de alta qualidade.
Educação não é um negócio, é ação estratégica do Estado.
Investir pesado em pesquisa científica e na valorização dos professores e pesquisadores.
Mudar o rumo das universidades e das corporações que não possuem compromisso com a sociedade que lhes financia, direta ou indiretamente.
              Pensar que infraestrutura não se resume apenas em obras, mas em altos índices de desenvolvimento humano e na erradicação da pobreza, que deve ser prioridade de Estado, mas nunca foi.
              Reformar, profundamente, as estruturas políticas para priorizar o público e não os interesses, exclusivamente, privados.
Retirar os banqueiros do poder e acabar com o rentismo, que não produz nada e afunda a economia do país.
Realizar investimentos sociais que sempre estão adiados e, por isso, geram o atual apocalipse em milhões de famílias brasileiras.
              Combater a corrupção de forma estruturada, tomando como exemplo os estados que, com certas medidas, acabaram com esse crime.
              Cumprir integralmente os direitos sociais inscritos na Constituição.
Os futuros, quanto mais vão correndo, tanto mais se vão chegando para nós, e nós para eles (Vieira).
Link
Cláudio Henrique de Castro

Cláudio Henrique de Castro

Cláudio Henrique de Castro, advogado e Professor de Direito.

Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp