MENU

30/08/2021 às 11h05min - Atualizada em 30/08/2021 às 10h58min

Como é feito o tratamento de dependentes químicos?

O tratamento de dependentes químicos é um processo complexo e envolve diversas etapas para efetivação da superação do vício. 

 

O paciente precisa passar por várias intervenções médicas e acompanhamento psicológico para garantir que as necessidades do dependente químico sejam atendidas da melhor maneira possível. 

 

O tratamento varia de pessoa para pessoa, pois os vícios não são os mesmos e o perfil de usuários é o que direciona a demanda de atendimento do paciente. 

 

O primeiro desafio é identificar quais gatilhos levam a pessoa a ter esse comportamento, pois assim, será mais fácil direcionar soluções e ajuda. 

 

Acreditar na importância do tratamento especializado que as clínicas de reabilitação oferecem é o primeiro passo para a recuperação, pois os métodos terapêuticos fornecidos por essas unidades são as intervenções mais adequadas para combater o problema.  

Fatores que influenciam na recuperação do paciente

Cada dependente químico se comporta de uma maneira e estabelece um tipo de relação com a substância usada. Por isso, apresentam necessidades distintas, que podem variar da quantidade desejada até o alcance do efeito. 

 

O profissional dessa área precisa encontrar essas vertentes para indicar o tratamento ideal ao paciente, pois as intervenções precisam ser eficazes e não fazer mal para a saúde da pessoa. 

 

Essas ações específicas impactam diretamente o convívio social do dependente químico e podem reduzir os problemas causados pelo uso de drogas na família e no âmbito profissional.

 

Entre os obstáculos que o profissional precisa enfrentar para ajudar o paciente é contextualizar a interação dos diversos aspectos da vida pessoal, sendo eles sociais, pessoais, profissionais e familiares.

 

Essa visão especializada é essencial para evitar futuras complicações emocionais que podem levar a quadros de ansiedade e depressão, pois é um assunto delicado e que exige toda a atenção possível durante o tratamento. 

Tipos de tratamentos para reabilitação

Desintoxicação

É preciso restaurar as funções metabólicas que foram prejudicadas pelas toxinas das drogas. Para isso, a desintoxicação é um processo essencial e fundamental na recuperação do paciente. 

 

Nessa etapa, a pessoa passa por dificuldades emocionais e por influência da dependência química. Mas a recuperação só é completa quando o posicionamento e postura muda os comportamentos e pensamentos do paciente. Por isso, esse processo exige um acompanhamento especial. 

 

Os tratamentos são combinados com terapias para reverter os prejuízos fisiológicos e mentais, pois é quando a abstinência causa mais complicações e torna o processo mais difícil.

Psicoterapia

A intervenção com psicoterapia é um procedimento que combina suporte e tratamento psicológico com medicamentos, é mediante as necessidades de cada paciente. 

 

As clínicas de reabilitação oferecem os melhores programas especializados nesse tratamento. Visto que oferecem acompanhamento  de médicos clínicos, psiquiatras, psicólogos, assistentes sociais, entre outros profissionais.  

Medicamentos

As prescrições precisam necessariamente serem feitas por médicos especializados, todo cuidado é pouco nesse tratamento, pois uma ferramenta que veio para ajudar pode ser uma arma para outro vício.

 

É uma ferramenta que ajuda no combate da abstinência das drogas, pois ajuda a reduzir as dores de cabeça e dores no corpo. Além disso, controla as crises de ansiedade, irritabilidade e instabilidade. 

 

Internação   

As clínicas de reabilitação são instituições especializadas na recuperação de dependentes químicos. Por isso, são a melhor alternativa para o tratamento, pois oferecem todo o suporte que o paciente precisa. 

 

A recuperação mais eficiente é através da internação, pois os especialistas têm o controle do tratamento e podem atender as necessidades o tempo inteiro, isso é um grande diferencial. Além disso, mantém o usuário longe de ambientes propícios para recaídas.  

Conclusão

Dentre todos os fatores que envolvem a importância do tratamento contra a dependência química, envolver e desenvolver uma recuperação de qualidade e que supra as necessidades da realidade do paciente é uma responsabilidade do profissional especializado e da clínica de reabilitação que está atendendo na internação. 

 

Conhecer as motivações voltadas para o que levou ao vício e a esse comportamento é a principal forma para desenvolver um tratamento eficiente para as demandas da personalidade, do emocional e da saúde do dependente químico.

  

Depreende-se, portanto, a necessidade de um tratamento especializado para que seja feito da melhor forma possível e a pessoa se recupere e volte a vida mais próxima do normal, sem traumas psicológicos e emocionais.

 
Link
Lucas W. Pelisari

Lucas W. Pelisari

Colunista de empreendedorismo e Direito

Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp