MENU

04/05/2020 às 07h14min - Atualizada em 04/05/2020 às 07h14min

​Carros utilizados em assalto milionário em Ourinhos, são encontrados em canavial

Jivago França
Divulgação / Whatsapp
A Polícia Militar localizou no início da madrugada desta segunda-feira (4) em meio a um canavial entre as cidades paulistas de Chavantes e Canitar, nove carros utilizados por uma quadrilha para assaltar o Banco do Brasil na madrugada de sábado (2) em Ourinhos (SP).

Segundo as informações difundidas pelas redes sociais, nos carros ainda foram encontrados explosivos e equipes do Grupo de Ações Táticas Especiais, GATE foram acionadas para comandar a retirada dos explosivos.

A perícia também deve comparecer ao local para colher materiais que possam ajudar na identificação de possíveis suspeitos de participação no roubo milionário. Especula-se que o valor levado pela quadrilha passe dos R$ 200 milhões, mas a informação não foi confirmada pelas auutoridades.

O roubo aconteceu na madrugada de sábado (2). Os bandidos utilizaram drones para visualizar a movimentação policial, atacaram uma base da PM no centro da cidade, cercaram o batalhão, inclusive com dinamites e trocaram tiros com equipes da PM, além de usar refém como "escudo".

Centenas de disparos foram feitos pelos criminosos para intimidar as forças de segurança. A ação foi gravada por moradores de prédios e casas próximas. A estimativa é que cerca de 40 bandidos participaram da ação que nas redes sociais é comparada a série La Casa de Papel.

As forças de segurança do estado de São Paulo estão empenhadas para tentar chegar a suspeitos de participação no roubo. Caso o valor roubado se confirme o especulado (R$ 200 milhões), esse pode ser o segundo maior roubo a banco do Brasil, mas a certeza é que ele já está entre os três maiores.

Histórico

O maior roubo a banco registrado no Brasil seria o do Itaú na madrugada do dia 28 agosto de 2011, quando cerca de 12 assaltantes invadiram o banco, passando-se por funcionários da manutenção do prédio. Armados com pistolas, renderam um vigilante e tiveram acesso ao subsolo da agência. A polícia só descobriu o crime oito dias depois do ele ter ocorrido.

Entre 6 e 7 de agosto de 2005, ladrões cometeram assaltaram o Banco Central do Brasil em Fortaleza, no Ceará. O fato só foi percebido no início do expediente na segunda-feira dia 8 de agosto. Com base em estimativas a partir do peso das cédulas, foram roubados aproximadamente R$ 268 milhões. Apenas cerca de R$ 30 milhões foram recuperados.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp